Com ameaça de massacre, escola de Sinop suspende as aulas

O pavor levou a comunidade escolar a suspender as aulas na data de hoje, como medida preventiva.

Em 05/04/2019 02:53:00 na sessão Cidades

Mais uma escola de Mato Grosso suspende suas atividades em decorrência de ameaça de terrorismo pré-anunciado via redes sociais. Dessa vez, a Escola Estadual Edeli Montovani, de Sinop, suspendeu suas atividades em decorrência de ameaças de um massacre - marcado para acontecer na data desta sexta-feira (5).

De acordo com o diretor da instituição, Ronaldo Teodoro, as ameaças começaram no dia 18 de março - 5 dias após o massacre na Escola de Suzano, no interior paulista, que repercutiu em todo país. Conforme o diretor, as mensagem agressivas, enviadas via WhatsApp para professores e alunos da comunidade escolar anunciavam um massacre "em obediência ao superior hierárquico", denominado por um codinome composto por uma abreviação e um número. "Por várias vezes comunicamos as autoridades de segurança e buscamos apoio. Não obtivemos uma resposta satisfatória", denuncia o diretor.

Com a ameaça circulando nos corredores da escola e a data do prometido massacre se aproximando, começou a cair significativamente a frequência escolar dos alunos. Segundo o diretor, nas últimas semanas o índice de alunos que não foram à escola chegou a 50%. "Um certo pânico foi instaurado", revela.

O pavor levou a comunidade escolar a suspender as aulas na data de hoje, como medida preventiva.

A Escola Edeli Montovani conta com 21 salas de aula e agrupa 2,3 mil alunos em seus 3 turnos.

Fonte: GC Notícias 



Por Olhar Cidade 05/04/2019 02:53:00

Mais notícias da sessão: Cidades