Prefeitura planta mudas nativas para revitalização de área de preservação em Sinop

Antes do plantio foi realizada a limpeza e cercamento da área

Foto: Assessoria

A ação de revitalização da área verde da reserva R-1, no Jardim dos Ipês, foi coordenada hoje (18) pela manhã, por integrantes da secretaria municipal de meio ambiente e desenvolvimento sustentável. Foram plantadas 260 mudas de árvores nativas, em uma área de aproximadamente um hectare, com o objetivo de restabelecer a vegetação no local. 


A área de preservação permanente (APP), foi recuperada após uma ação judicial de reintegração de posse no ano de 2019. Na área foi feito um trabalho conjunto para o reflorestamento da reserva. Antes do plantio, foi realizada a limpeza, cercamento e regularização do terreno. Entre as 260 mudas plantadas, estão espécies como jambo, angelin, jatobá, ingá doce, seringueira, entre outras nativas. A atividade foi desenvolvida para assegurar a arborização do bairro. 


Segundo a secretária municipal de meio ambiente, Ivete Mallmann, “é importante reiterar a necessidade das áreas verdes dentro dos bairros. Há uma nascente nessa área, por isso precisamos fazer a manutenção desse manancial, principalmente porque contribui com o abastecimento da cidade e o conjunto hídrico. Essa ação de plantio também vem sendo desenvolvida em vários bairros, principalmente a recuperação de nascentes, que é uma prioridade e que repercute em saúde pública”, pontuou. 


A secretária também faz um alerta, para a utilização irregular desses espaços. “Importante alertar os moradores que não utilizem os espaços verdes e unidades de conservação, próximos a nascentes, para fazer descarte de resíduos sólidos. Isso causa graves problemas ambientais, inclusive assoreamento de rios. Além disso há a grande preocupação com a proliferação do mosquito causador da dengue, zicka e chikungunya”, concluiu. 


O plantio de hoje soma-se a outras ações já realizadas de arborização pelo poder público. Ao todo foram aproximadamente 800 mudas já plantadas só em 2021, divididas entre praças, canteiros e áreas de prédios públicos.

Fonte: Assessoria

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *