Donos de bares e restaurantes junto com CDL realizaram carreata em prol ao decreto em Sinop

Reforçamos que todos precisamos fazer a nossa parte. A conscientização com a Prevenção é dever de todos!

Foto: Divulgação

Aconteceu na manhã desta segunda-feira, 15, uma manifestação dos comerciantes ligados ao comércio noturno, A Associação de Bares, Restaurantes e Similares do Núcleo CDL, A Associação dos Trabalhadores Noturno, Classe Artística de Sinop, além dos Motociclistas e demais trabalhadores ligados ao setor. 

A manifestação feita em forma de uma grande carreata, ocorreu de forma pacífica, percorrendo a principal Avenida de Sinop, parando em frente a Prefeitura Municipal. Durante todo o trajeto, foi falado acerca das dificuldades que o setor já vem enfrentado durante toda a pandemia e que apenas esse segmento está sendo o único responsabilizado. Segue a Nota divulgada:

“A Associação de Bares, Restaurantes e Similares – Núcleo CDL, A Associação dos Trabalhadores Noturno E a Classe Artística de Sinop informa que: Os prejuízos causados ao setor pelo “Toque de Recolher” estabelecido em Sinop levará muito tempo ou jamais será recuperado. Mesmo com a revogação do Decreto, (com encerramento apenas 2 dias antes do prazo determinado), não atenuará os danos já amargados por toda a cadeia envolvida.

Não podemos aceitar que este segmento seja sempre penalizado. A Classe política mais uma vez demostrou que não está preocupada com o comércio, uma vez que não analisou os impactos que esta decisão causaria à economia. Além de não apresentar dados concretos que fundamentasse tal decisão. Nem sequer convidando a classe prejudicada para analisar alternativas e juntos tomar a melhor decisão. 

No período do “toque de recolher”, demostrou que tais ações não diminuem a disseminação da Covid19, considerando que, a realização de festas clandestinas, com aglomeração continuaram ocorrendo sem as devidas fiscalizações. 

Sempre estivemos cuidadosos com os Protocolos de Segurança de Prevenção e sempre nos posicionamos a favor das devidas punições daqueles que não atendem com o mínimo dos cuidados preventivos, como a disponibilização do álcool em gel, uso de máscaras e manter o distanciamento entre as mesas. 

Agradecemos a Revogação do Decreto, mesmo que tardia, e esperamos que, esta classe não seja sempre o alvo de ações quando a intenção é conter o avanço da Pandemia. Uma vez que a população utiliza diversos tipos de serviços no período diurno, tanto do setor público como no privado.

Reforçamos que todos precisamos fazer a nossa parte. A conscientização com a Prevenção é dever de todos!

O presidente da Associação de Bares e Restaurante, explicou que a Associação vem pedindo uma flexibilização deste o início da implantação do “Toque de Recolher”, porém sem sucesso, “Na última sexta-feira, estivemos novamente reunidos com o Poder Legislativo e Protocolando mais um Ofício na Prefeitura Municipal. A manifestação estava prevista para acontecer na manhã de segunda-feira para demonstrar o quanto nossa classe foi prejudicada e com certeza jamais iremos recuperar esses dias de trabalho perdidos. Não podemos mais parar, é necessário ter uma balança entre saúde e economia para não penalizar apenas um único segmento” pontou Marcelo Barão.

Fonte: Visão Notícias

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *