Sinop está entre maiores geradores de empregos do Estado; mês passado houve mais demissões

A agropecuária mandou embora 52 pessoas a mais, saldo de 72 contratos finalizados e 22 pessoas admitidas. Já o comércio,  foi o único setor a gerar empregos

Foto: Divulgação

O número de demissões superou o de contratações em Sinop, no mês de dezembro, segundo dados divulgados, ontem, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia. Foram demitidos 394 funcionários a mais, saldo de 2.126 desligamentos e 1.732 admissões. Diferente do resultado do mês passado, em novembro foram criadas 359 vagas. No acumulado de 2020, Sinop se destaca como uma das principais geradoras de empregos do Estado com 1.829 trabalhadores contratados a mais, com carteiras assinadas.

Consta ainda no detalhamento do Caged que quatro setores tiveram saldo negativo no mês passado. A construção foi a  que mais mandou trabalhadores embora – 139 – resultado de 272 desligamentos e 133 admissões.

O segundo pior desempenho ocorreu com indústria com 123 vagas encerradas. Foram 332 pessoas mandadas embora e 211 contratadas. Os serviços demitiram 87 trabalhadores, resultado de 594 desligamentos e 507 admissões.

A agropecuária mandou embora 52 pessoas a mais, saldo de 72 contratos finalizados e 22 pessoas admitidas. Já o comércio,  foi o único setor a gerar empregos. Foram 7 empregados a mais.

Conforme já informado, no Estado foram fechadas 3.549 vagas a mais, no mês passado. Em Cuiabá houve fechamento de 111 vagas.

Fonte: Só Notícias

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *