Bebê que que precisava de cirurgia do coração se recupera em hospital em MT após procedimento feito em SP

Heitor Barbosa foi levado de volta para Rondonópolis por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea. Ele vai ficar na cidade por 21 dias, pra continuar a recuperação no Hospital Santa Casa.

Heitor Guilherme Barbosa de Almeida, de 55 dias, nasceu com uma cardiopatia congênita
Foto: Arquivo pessoal

O bebê de dois meses, Heitor Guilherme Barbosa de Almeida, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital Santa Casa, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, esperando por uma cirurgia no coração e passou pelo procedimento nessa quarta-feira (20) em um hospital em São Paulo, já está de volta em Mato Grosso e se recupera.

O bebê foi levado de volta para Rondonópolis por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea. Ele vai ficar na cidade por 21 dias, pra continuar a recuperação no Hospital Santa Casa. Nesse período, Heitor vai ficar sob os cuidados da avó e depois volta para Sinop, no norte do estado, onde moram os pais dele.

Heitor nasceu com uma cardiopatia congênita e precisava passar pelo procedimento cirúrgico que só é feito em dois hospitais do país e custa, em média, R$ 187 mil.

O pai do menino, Dener Alves de Almeida, informou que a criança teve que passar por um teste de Covid-19 antes da transferência.

Heitor tem uma doença em que há uma anormalidade da estrutura e na função do coração desde o nascimento. A família conta que notou que algo não estava certo quando a mãe ia amamentar o filho.

No dia 3 de janeiro, o bebê teve uma crise forte na casa dos pais, em Sinop. Assustados, eles correram com filho para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade. Depois disso, tiveram que encaminhar o menino para outra unidade.

O bebê ficou internado na Santa Casa por oito dias, antes de ir para São Paulo, por UTI aérea.

Fonte: G1 MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *