Sinop registrou 42 novos casos de HIV/AIDS em 2020

A estatística de 2020, é a menor registrada dos últimos seis anos

Foto: Divulgação

Em 2020, 31 homens e 11 mulheres foram diagnosticadas com HIV, vírus causador da Aids (Síndrome da Imunodeficiência Humana), em Sinop.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o número é 58% menor do que o registrado no município em 2019, quando foram 100 casos.

A estatística de 2020, é a menor registrada dos últimos seis anos, superando o ano de 2015 quando foram registrados 59 casos.

Segundo o doutor Walter Esteves, coordenador do Serviço de Assistência Especializada (SAE), à queda nos casos tem-se duas explicações claras: a baixa procura pela testagem e o distanciamento social, ambos provocados pela pandemia da Covid-19.

“Em primeiro momento, a principal queda se deve à baixa testagem junto às Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), em decorrência da falta de procura. Em segundo plano, o distanciamento social acarretado pelo fechamento de bares e casas notrunas, que diminuiu o contato entre as pessoas, também impactou a queda no aparecimento de novos casos”, comentou.

Os atendimentos aos pacientes com sintomas da doença e a testagem para a conclusão do diagnóstico, é feito junto aos postos de saúde, durante todo o ano. O tratamento é gratuito e feito pelo Sistema Único de Saúde, disponibilizado na rede municipal de Saúde.

A doença da AIDS ataca o sistema imunológico responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. Ela altera o DNA dessas células e permite a replicação do HIV, tornando cópias de si mesmo. Depois de multiplicar, o vírus rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

VEJA OS DADOS DOS ÚLTIMOS 6 ANOS:

2015 – 59 novos casos

2016 – 85 novos casos

2017 – 162 novos casos

2018 – 101 novos casos

2019 – 100 novos casos

2020 – 42 novos casos

Fonte: Fonte: Redação com assessoria

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *