Prefeito diz que radares serão retirados e lombadas irão “inibir” alta velocidade em Sinop

O contrato de locação dos equipamentos de fiscalização eletrônica vence em maio de 2021. O vínculo foi assinado em 2019, com valor de investimento superior a R$ 8,7 milhões.

Foto: Só Notícias/Guilherme Araújo

O prefeito Roberto Dorner confirmou que irá cumprir a promessa de campanha e retirar os radares instalados em diversas ruas e avenidas de Sinop. “Nós já decidimos. Não vai continuar. Existe um contrato que vencerá em maio. Os radares sairão todos de Sinop. Conforme os contratos vão vencendo, vamos retirando”, disse o gestor, em entrevista a uma emissora.

Segundo Dorner, nos locais onde há radares, serão implantadas lombadas. A avaliação do prefeito é de que elas mais efetivas que os equipamentos eletrônicos e irão inibir o motorista que trafega em alta velocidade, diminuindo o índice de acidentes.

“Essas lombadas, eu tenho certeza, irão inibir mais o motorista do que o radar. O radar dá um susto no bolso, uns pontos na carteira e continua a mesma coisa. A lombada elevada inibe de vez. Ou o motorista para ou para. Ele tem que respeitar. Temos essa promessa feita à população e vamos cumprir”, afirmou Dorner.

Conforme Só Notícias já informou, de acordo com a secretaria de Trânsito, foram registradas cerca de 80 mil multas nos equipamentos de janeiro a dezembro do ano passado. Na projeção, são em média 6,6 mil multas por mês. Considerando valor mínimo de multa, que é de R$130, e a quantidade já aplicada, foram cerca de R$ 10,4 milhões em um ano. Em uma média são R$ 866,6 mil em multas a cada mês, e R$ 28,8 mil por dia.

Os equipamentos que registram excesso de velocidade -e expedem multas-  estão instalados André Maggi (na lateral do cemitério), Ingás (próximo à rua dos Cajueiros), Alexandre Ferronato (próximo ao Grande Templo), Figueiras (próximo à ponte no Jardim Delta), Bruno Martini (ao lado na Unemat) Joaquim Socreppa (proximidades da avenida das Sibipirunas), Tarumãs, Júlio Campos, rua das Orquídeas próximo a Escola Municipal Sadão Watanabe e na rua das Avencas próximo a rua Juçaras.

O contrato de locação dos equipamentos de fiscalização eletrônica vence em maio de 2021. O vínculo foi assinado em 2019, com valor de investimento superior a R$ 8,7 milhões.

Fonte: Só Notícias

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *